www.bestiario.com/mvcuc/d.php?id=227

EU TAMBÉN GOSTO DO ORAL. A candidatura multinacional que é proposta, As tradições orais galego-portuguesas, reporta-se a uma marca distintiva das expressões culturais das regiões do Norte de Portugal e da Galiza (Espanha), que as caracteriza como uma unidade de práticas sociais e simbólicas, de que a tradição oral é uma manifestação original. Propõe-se esta tradição oral como Masterpiece of Oral and Intangible Heritage of Humanity e alia-a às manifestações materiais e simbólicas no Noroeste Peninsular porque nela encontram sentido e têm origem as comunidades humanas aqui residentes e que têm consciência da importância deste mundo da oralidade na construção da sua identidade cultural.

* Thanks to Ba-Lhei-Lo.

[Versión para imprimir] [Enviar]

Publicado el jueves, 3 de noviembre de 2005, a las 2 horas y 15 minutos


[1] as tradicões orais como o vento do finisterre das puntas que entran no mar, como as que entran nas orellas, nos ollos porque existem muitos finisterres na terra.
Comentado por hunot | 03/11/2005 13:33
[2] E sí... hai moitos finisterres pero todos son batidos polo mesmo mar.
Comentado por Matías Bruñulf | 03/11/2005 16:36






Ilustración de Toño Benavides
L M X J V S D
1
2 3 4 5 6 7 8
9 10 11 12 13 14 15
16 17 18 19 20 21 22
23 24 25 26 27 28 29
30 31
  
  





Bitácoras de Bestiario.com:
Afectos Sonoros | Cómo vivir sin caviar | Diario de una tigresa
El mantenido | El ojo en la nuca | Fracasar no es fácil
La cuarta fotocopia | La guindilla | La trinchera cósmica
Letras enredadas | Luces de Babilonia| Mi vida como un chino



© Bestiario.com 2004
bestiario@bestiario.com

Un proyecto de TresTristesTigres